Skip to content

Ecossistema da moda 4.0

PPS3

Ecossistema da moda 4.0

Este
PPS resulta do reconhecimento que o STV deverá transformar-se para poder
responder com sucesso à crescente diminuição do tamanho das encomendas,
chegando mesmo à produção unitária, fruto de uma maior procura por produtos
personalizados ou mesmo únicos, e de natureza local, ao tirar partido da
identidade local ou regional, tanto ao nível da criatividade como da capacidade
de produção, ou para potenciar fenómenos de moda mais locais e efémeros.

 A
tendência de crescimento para produtos cada vez mais customizados obriga a uma
resposta industrial distinta da atual. Esta última foi idealizada e
implementada no passado para poder responder de forma eficiente a grandes
volumes de produção, procurando a eficiência pelo efeito de escala. Tal
justificou os fenómenos de deslocalização da capacidade de produção, a criação
de gigantescas cadeias de abastecimento e moldou o negócio da moda, como, por
exemplo, o fast fashion. Neste momento é oportuno potenciar fenómenos de modo
mais pequenos, de natureza local e com base em ativos criativos frágeis. Tais
modelos de negócio dificilmente encontram uma resposta industrial devido às
quantidades em causa. Esta nova resposta industrial deverá apostar na
flexibilidade, na produção de pequena escala e adequada ao volume fracionado da
procura. É neste contexto que este projeto surge e assenta em três pilares
integrados num ecossistema:

 Uma plataforma aberta de moda, que visa
explorar um novo modelo de relacionamento entre vários atores que compõe a
cadeia de valor, ao procurar criar o contexto em que designers,
retalhistas e produtores, operam e interagem, criando ligações múltiplas e
suportadas digitalmente;

  • Micro-fábricas, ou seja, estruturas que no
    mundo da moda tem vindo a ser referidas como um contributo para os
    desafios da personalização, da produção próxima do local de consumo e mais
    sustentável em sintonia com o cliente. Consiste numa linha de produção
    completa, capaz de produzir uma peça de vestuário, e de reduzida área de
    implantação quando comparada com uma unidade industrial tradicional;
  • A customização como uma tendência forte do mundo
    da moda, com foco nas abordagens made-to-measure.